Respira e vem…

respira-fundo

 

Nada parece mais óbvio, no entanto o automatismo de tudo o que fazemos nos ilude numa vida cheia de distrações. Somos completamente iludidos pelo mundo de fora. Aquilo que é mais óbvio nos escapa como o ar entre os dedos, a gelatina que escorre na palma da mão e a água que tentamos segurar para dela aplacar nossa sede.

Difícil é viver o mundo de dentro e descobrirmos que não sabemos nem quem somos, como podemos dançar uma vida se nem sabemos respirá-la?

Respira… feche os olhos e os abra no mundo de dentro… vem comigo vem!

Descubra os mistérios da alma e descobre o diamante lindo que te habita.

 

Anúncios

Curiosa vida que me bate na face e me acorda no tempo.

slide_347522_3684770_small

Todos os dias apreendo, seguro, desejo tudo aquilo que desconheço.

Há uma força dentro de cada ser humano que é a de juntar-se, agregar-se e iluminar suas idéias daquilo que desconhece.

Essa capacidade, se morrer em nós, matamos a vontade. 

Vontade de quê? 

Vontade de ser pleno de sabedoria de nossas coisas:

De onde vim?

Pra que estou aqui?

Pra onde vou?

Curiosa vida que me bate na face e me acorda no tempo.

Andamos apagando nossas marcas para seguir outros passos, deixando a curiosidade de lado e por isso começamos a caminhar numa manada que segue aquilo que menos importa.

Sejamos nós mesmos: curiosos e verdadeiros para realizarmos as tarefas da alma.

Liz

Iluminar sua vida é: União com tudo a sua volta.

 

58c0889efcbc30d321cc3f98f09c7aac

 

Toda a vida gerada por nossos pensamentos transborda na matéria.

Somos responsáveis por cada movimento, cada passo …

Totalmente inundados de nossos próprios fluidos gerados por nossas mentes.

Sê inteiro no que transborda, pois, só terá harmonia aquele que senti. 

Estar presente num mundo sabendo que você é responsável por ele é transformador.

Iluminar a mente com momentos de silêncio nos faz sentir o universo em sua totalidade, gerando um mundo melhor , um mundo de paz.

LIZ

Quando ando…

 

walking-on-the-grass

 

Quando ando pelo caminho, sentindo o sol em meu rosto e a brisa tocando minha pele …eis a presença de algo maior. Algo que sempre esteve um mistério.

Quando caminho a vida se faz presença …num olhar – num  sorriso – num arrepio.

Se permitir sentir é se permitir estar presente.

No canto de um pássaro, no barulho das ondas e na respiração sutil .

Há um mistério  dentro de nós que nos liga ao que está fora.

Ou será o contrário?

Todos os elementos do que está fora nos imprime um eterno despertar

Algo belíssimo …encantador

Olhe para o lado e perceba o grande mistério da vida, chame-o de Deus ou de qualquer nome ainda assim será um grande mistério, imenso e  maravilhoso, gentil e amoroso que se você permitir lhe deixará encantado e cúmplice de uma vida bem vivida.

Liz

 

 

 

Prisioneiros de si

66

Prisioneiros de si

O mundo no qual habitamos se desdobra em múltiplas dobras, sutis brechas que não percebemos. Estamos todos a viver algo ilusório, pois nos fechamos numa realidade aprisionada de percepções. Somos muito mais que pensamos ser e estamos em um espaço muito mais dinâmico que sentimos estar.

Digo ser impossível perceber aquilo que é maior diante de uma mente que se perturba com tantas distrações. Parar e olhar o que é sutil hoje em dia é perda de tempo. E assim perdemos o sentido da vida.

Prisioneiros de si mesmo num mundo belíssimo de possibilidades e de tanta suavidade.

Liz

 

 

A BUSCA DO DEVIR

cropped-13528769_1013740105346878_1555408915006621948_n.jpg

Dançando a vida como um beija-flor – momento do transbordar;

… a recombinação, primeiras conexões  – iniciando a rede …

Como a vida humana, da forma como concebemos hoje, se inicia? De que forma o que grita do lado de fora liga pequenas conexões do lado de dentro de você? E como algo tão sublime lhe afeta num tal desespero, a ponto de implodir força que você nunca teria conhecido se um filho não a despertasse? Uma doença? Uma fatalidade? Estas perguntas, entre outras, fazem parte de buscas que às vezes nos parecem sem respostas.

Buscar estas respostas começa a fazer parte de minha vida a partir do momento em que não havia mais chão sob meus pés…

 

 

 

Liz

O silenciar

72892_529373127087045_97069001_n

Há muito buscamos aquilo que nos conduz, seja do lado de fora como do lado de dentro. Afinal, nem sabemos o real propósito de nossa existência. Você sabe?

Todos os dias ao despertar emergem para todos uma nova possibilidade de fazer diferente mas a grande maioria dos Seres recomeça sua jornada somente dando continuidade ao dia anterior. Nada muda tudo se torna sem sentido diante de si e inicia-se o vazio. Já sentiu o vazio?

Há um profundo desespero encoberto por atividades rotineiras. O silencio tão essencial nunca está presente. Distraem-se todos a fim de fugir de algo que esta no fundo da alma. Ocupam-se com o comer, o beber, as paixões e emoções extremas para preencher o vazio. Mas existe uma ponte entre o Ser e o que importa. Essa ponte que nos leva Lá no fundo, atravessando um mundo de emoções distorcidas, equivocadas e necessárias de serem clareadas.

Há silêncios que despertam.

Liz